Portal Praia de Pipa
 
 
 
 
Portal da Praia de Pipa - Tibau do Sul - Rio Grande do Norte - Brasil Portal Praia de Pipa
     :: A PRAIA DE PIPA  
   :: Início

   :: Conheça Pipa

   :: Como Chegar

   :: História

   :: Meio Ambiente

   :: Geografia

   :: Dicas

   :: Papel de Parede

  :: ONDE FICAR

   :: Hotéis

   :: Pousadas

   :: Camping

  :: ONDE COMER

   :: Restaurantes

   :: Creperias

   :: Sanduicherias

   :: Pizzarias

   :: ONDE SE DIVERTIR

   :: Casas de Show

   :: Bares

   :: SERVIÇOS

   :: Passeios

   :: Lojas

   :: Utilidades

   :: Imóveis

   :: O PORTAL

   :: Quem Somos

   :: Fale Conosco

   :: Anuncie Conosco

   :: Associado
English Version

Aquarela do Brasil

Côco Fresco

Pousada Rivas
 
 
DICAS
SURF    
Surfar em Pipa é ver o mundo de uma maneira bem tubular. Isso explica bem porque a praia é uma das escolhidas para campeonatos e concentra as melhores ondas do Rio Grande do Norte. O cenário é a paradisíaca Praia do Amor em Pipa. Depois de vários batentes ladeira a baixo, pode-se ver a imensidão do mar. Vento no rosto, gosto de sal na boca, barulho do mar na alma e temos a fórmula certa pra começar um dia de surf.

O bom surf começa com uma sessão de alongamento corporal, seguida de uma corridinha em direção a água que garante bons movimentos no surf. O praticante do surf deve remar até a direção da formação de ondas, conhecido como outside, onde pode-se mensurar o tamanho das ondas e observar a formação de tubos, movimento circular das ondas que pode ser para os dois lados.
Cut-Back
A melhor época para surfar em Pipa é no inverno, quando o mar fica repleto de ondas lisas com poucas ondulações, o que garante maior deslize no mar e umas manobras mais alucinantes. O surfista de Pipa pode praticar o esporte todos os dias na praia, e se o mar estive com ondas gordas, que venta para trás, o cut-backs que é a retomada da manobra de controle da onda ou mesmo o floater que cumpre a mesma função pode salvar a onda escolhida.
Floater
A média das ondas é de três pés, correspondente a um metro e meio acima do nível do mar, e a particularidade encontrada na praia de Pipa são os diferentes pontos da atividade.

Com o vento terral, soprando sentido terra – mar, o surfista de Pipa tem as melhores manobras esperando por ele bem cedo, pela manhã, enquanto a água ainda está morninha ou de tardezinha quando o sol já está esfriando, é como se o mar estive convidando a começar e acabar o dia pegando uma onda.

Atualmente Pipa é roteiro de campeonatos e festivais de surf e dispões de escolas especializadas no ensino do surf para alunos de todas as idades. Os campeonatos acontecem geralmente no inverno, onde estão as melhores ondas e os surfistas desfrutam das ondas de maior pico do ano. Geralmente, as ondas da praia do amor ou afogados são as de melhor desempenho dos surfistas.

A praia também revela aos surfistas um presente: além da bela paisagem, uma imensa pedra na extremidade da praia faz com que faz com que o vento alise as ondas, garantindo melhores manobras. O fundo de mar, formado por rochas também é um

presente para os iniciantes e os profissionais do esporte no mar: as ondas se tornam mais côncavas, proporcionando manobras mais tubulares.

Em menos de um minuto, o surfista pode estar no ápice da onda. O drop acelera o movimento do tubo, porque corta as ondas, de cima para ba%ixo dando maior velocidade e cavando a onda, o que se traduz em realização na areia da praia.

Em Pipa dá pra surfar em bodyboard, em pranchão, em prancha de bico. Independente de idade, peso ou de tamanho, o mar sempre espera por você.
Drop
Todo dia é considerado bom para a prática do surf em Pipa e independente da tábua de maré, as águas garantem ao esportista um bom desempenho no mar. Se você estiver interessado em surfar na praia de Pipa, leve seu kit formado por prancha, parafina, colete e bloqueador solar, e bom surf!

Surfar em Pipa é como flutuar sobre as ondas com o brilho do mar e a plenitude do amor. Sem dúvida, Pipa é o melhor destino do surf no Rio Grande do Norte.



Santuário Ecológico

Reserve uma manhã para desfrutar da natureza visitando o Santuário Ecológico de Pipa, uma área de proteção ambiental localizada no trecho entre o Hotel Village Natureza e o povoado de Pipa. Existem 16 trilhas espalhadas em três setores do parque com finalidades e atrativos variados que podem ser feitas com ou sem guias.

Recomenda-se usar roupas leves e, devido a presença de plantas com espinhos, marimbondos e outros insetos, aconselha-se o uso de calças compridas e calçados fechados e confortáveis.

CONHEÇA AS TRILHAS

CUIDADOS NO SANTUÁRIO ECOLÓGICO **

Antes de partir, o visitante deverá se informar sobre a condição da trilha escolhida, a qual depende do programa semanal de limpeza e podação. Pedimos a todos que ajudem a manter a harmonia ecológica da área e minimizem o risco de acidentes, observando as regras de comportamento na floresta.

GRAUS DE DIFICULDADES DAS TRILHAS

Fácil

1

2

3

4

5

Difícil

REGRAS DE COMPORTAMENTO NA FLORESTA

  1. Usar Roupas adequadas.
  2. Não levar animais domésticos.
  3. Cuidar para não provocar incêndios.
  4. Respeitar as cercas e portões.
  5. Não desviar das trilhas.
  6. Jogar lixo somente nos cestos.
  7. Não sujar as fontes de água.
  8. Andar com cuidado pelos caminhos para não provocar acidentes.
  9. Escutar as orientações do guia.
  10. Respeitar a vida da floresta.

Zonas de acampamento*

1. Acampar em lugares permitidos e em zonas livres muito freqüentadas, em lugares bem compactados.

2. Em lugares pouco freqüentados só acampar em locais livres de vegetação.

3. Nunca acampar em lugares ligeiramente compactados.

4. Sempre que possível faça bivaque.

5. Usar fogareiro em lugar de fogo.

6. Eleger um lugar suficientemente grande para o grupo.

7. Não construir estruturas de nenhum tipo.

8. Em zonas de acampamento usar calçado de sola macia como sapatilhas ou alpargatas.

9. Evitar o pisoteio de vegetação.

10. Lavar panelas, pratos e roupas somente com sabão branco e longe dos córregos de água, utilizando um recipiente.

11. Usar os banheiros se existirem, na falta, ir ao banheiro a mais de 50 metros dos cursos de água e enterrar os dejetos pelo menos um palmo.

Zonas onde não existam picadas*
1. Disperssar as atividades e não caminhar em fila. Caminhar em fila onde não existe picada, deteriora o solo.

2. Eleger zonas de superfícies duráveis, como rocha, cascalho ou cursos de rios.

3. Eleger as zonas de acampamento em locais duráveis, livres de vegetação.

4. Disperssar as atividades quando se acampa.

5. Eliminar todas as evidências de acampamento antes de deixar o local.

O uso dos caminhos*

1. Sair em grupos pequenos. Os grupos grandes geram maior impacto que vários pequenos separados entre si.
2. Caminhar em fila sem sair do caminho. Caminhar disperso usando a borda do caminho, aumenta a erosão.
3. Evitar caminhar sobre solo molhado. O solo carregado de água é mais suscetível à deterioração.
4. Não caminhar com mascotes como cães ou gatos. Eles podem alterar a fauna local.
5. Manter baixo o nível de ruído. Os ruídos estranhos, alteram o comportamento da fauna e atrapalham pedidos de socorro. Melhore a qualidade da sua experiência na natureza.
6. Não cortar caminho nas curvas de nível. Andar por linhas de máxima pendente produz um alto grau de erosão do solo.
7. Fazer os descansos fora da picada e em lugares com pouca vegetação. Fazer os descansos sobre a picada obriga a outros caminhantes, a sair da mesma para passar pelo lugar.
8. Traga todo o lixo produzido de volta, separando e destinando a um lugar onde possa ser reciclado.
9. Em hipótese alguma abra novos caminhos, dê o direito ao próximo de estar em um local sem interferência. Todos os cumes da serra já foram subidos, não seja apenas mais um, mas sim aquele que foi gostou e não causou impacto. NÃO CORTE A VEGETAÇÃO.

 

Passeio de Barco

Não deixe de fazer um passeio de barco pela Enseada dos Golfinhos. Com duração de aproximadamente 1h30min, é possível desfrutar da companhia dos vários golfinhos e tartarugas marinhas que habitam por ali. Saídas da Praia de Pipa com parada para um magnífico mergulho na praia do Curral.

Pôr-do-Sol

O pôr-do-sol do visto do alto das falésias vermelhas do “Chapadão”, localizado ao sul da praia à apenas alguns minutos de carro, é uma das melhores pedidas de Pipa. De lá, observa-se uma das vistas mais exuberantes da Praia do Amor e da Praia das Minas. Há quem prefira assistir o sol nascer...

 

Buggy

Vale a pena fazer o percurso até Pipa pela beira-mar, à bordo de um buggy. Alguns bugueiros fazem o trajeto de Natal-Pipa com preços bem em conta dependendo do número de pessoas e da época do ano.

Música

Pipa troca a noite pelo dia. É a noite que a galera descontraída de Pipa faz a festa na rua principal, com música que vai do pop-rock ao techno, performances e exibições de capoeira que funcionam apenas como aquecimento para o ápice da balada nos Bares e Boates , depois das duas horas da madrugada.

Passeios    

Pipa dispõe dos mais variados passeios, que vão desde passeios ecológicos á trilhas radicais, sempre contemplando a natureza do local. Fazer um passeio de buggy ou barco á vela atravessando as praias da redondeza é um dos principais atrativos e acontecem durante o ano todo. As piscinas naturais, os mirantes dos golfinhos e a desova na beira da praia das tartarugas é um retrato dos passeios de Pipa. Os passeios geralmente acontecem nas

praias baia dos Golfinhos, Madeiro e Lagoa de Guaraíras. A praia também dispõe de passeios para quem gosta de esportes radicais, como rally, caiaque nos rios, quadricículo nas trilhas e passeio de cavalo que percorrem matas e rios da região de Tibau. Os passeios podem ser feitos nas dunas, nos rios e nos lugares mais exóticos de Pipa, contemplando a beleza natural do município de Tibau do Sul. Os passeios de barco, buggy ou caminhão acontecem durante todo
o dia, com saidas de hora em hora para os turistas. A bordo de um caminhão pau-de-arara ou de uma lancha é possível conhecer as praias de Pipa, Tibau do Sul, Minas, Sibaúma, Barra do Cunhaú, Cacimbinha e viver os encantos de Pipa.  
KITE SURF  
Procurando vento! É assim quer os kitesurfistas se definem. Com algo em comum com os surfistas, os praticantes do kitesurf de deliciam nas praias de Pipa e arredores. A prancha é sem dúvida a escolha certa para os esportes em Pipa. Para os amantes do mar e dos ventos, Pipa tem a solução: o kitesurf. Conhecido como surf dos ventos, o esporte que coloca pipas coloridas para velejar no mar, concentra manobras radicais nos ventos do além-mar e vem ganhando adeptos a cada dia.

Pipa é uma das praias escolhidas pelos esportistas por seus ventos constantes e ondas lisas, garantindo manobras cada dia mais soltas do mar. O kitesurf  começa nas primeiras ondas com a ajuda do vento maral, que tem direção mar-terra e leva o praticante para todas as direções.

Conhecido como esporte náutico de velas, o kitesurf é praticado com equipamentos de prancha, linhas da pipa, barra de sustentação e trapézio. A flutuação do kitesurf é bidirecional, o kitesurfista pode ficar com os pés amarrados na prancha ou não, conforme suas manobras. A prancha bi-direcional é a mais leve, mais fina e possui quatro quilhas, duas em cada borda dando a sensação de leveza ao equipamento.
As 5 linhas que prendem a pipa na barra são auxiliadas pela barra, com o acessório conhecido como ckiketm-lup que é prezo no trapézio com altura de seis á doze á dezesseis metros no inverno. Na época de inverno, como os ventos fortes de agosto ou setembro dão a medida certa para os velejos nos kitesurf que reduzem o tamanho da pipa para controle de velejo.

Kitesurf é assim, rasgar a água, dando mais pressão a cada manobra que pode ser realizada no mar ou numa altura de seis metros, o encontro do mar com os ventos. É a sensação de liberdade cada vez mais livre. 
(**)Fonte: Santuário Ecológico (*)Fonte: COSMO
 
www.portaldepipa.com
© 2006 Portal de Pipa. Todos os Direitos Reservados.
 
Clicky Web Analytics